Linha 4

Publicidade

Com previsão de chuva, equipe da TCGL trabalha na contenção de cinzas e resíduos

Redação Tarobá News

Na garagem da Transportes Coletivo Grande Londrina (TCGL), uma equipe trabalha para compactar as pedras que se soltaram do chão com o calor do incêndio. Colocam terra em volta da faixa de contenção para evitar que cinzas e resíduos acabem indo para os veículos novos no caso de uma chuva.

Os 56 ônibus queimados continuam na garagem da TCGL desde o incêndio da última segunda-feira (15) e devem permanecer no local até o fim das investigações. O instituto de criminalística tem 30 dias para concluir a perícia e, enquanto isso, não pode informar sobre os trabalhos realizados.

O que se sabe até o momento é que foram coletados documentos, materiais e fotos do local. A causa do incêndio só será informada ao final do trabalho. A Polícia Civil já colheu os depoimentos de cinco funcionários que estavam na garagem no momento que começou o fogo e que ajudaram a manobrar os ônibus.

Outras pessoas serão ouvidas nos próximos dias. Também serão analisadas imagens de possíveis câmeras de segurança de comércios da região e vídeos que viralizaram nas redes sociais. A Polícia Civil aguarda também o laudo da perícia que vai apontar onde começou o fogo.  

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.