Linha 4

Publicidade

Vacinação Covid-19 registrou mais de 5 mil doses aplicadas na última semana

Redação Tarobá News

Desde a última segunda-feira (9), a vacinação contra Covid-19 é realizada de forma descentralizada em Londrina. As doses para o público adulto e infantil, acima de 5 anos, são ofertadas em onze Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da área urbana. E entre os dias 9 e 14 de maio, foram aplicadas 5.610 doses, sendo 4.870 na população acima de 12 anos e 740 para o público infantil.

Para receber a vacina, é preciso fazer o agendamento com antecedência pelo site exclusivo no Portal da Prefeitura. No dia e horário marcado, basta comparecer na UBS selecionada tendo em mãos um documento pessoal, preferencialmente RG, carteira de vacinação mais o comprovante de agendamento impresso, que contém o QR Code.

As UBSs que aplicam as doses contra Covid-19 são Parigot, João Paz e Milton Gavetti (zona norte); Ouro Branco, Eldorado e Itapoã (zona sul); Vila Ricardo e Armindo Guazzi (leste); Guanabara (centro), Jardim do Sol e Santa Rita (oeste).

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, frisou que, enquanto as unidades do Ouro Branco e Jardim do Sol permanecem exclusivas para vacinação, as demais UBSs conciliam os atendimentos da Atenção Primária com a aplicação da vacina. “Em determinados pontos, há um esgotamento muito rápido das vagas e, por outro lado, sobram vagas em outras unidades, como é o caso do Jardim do Sol e Ouro Branco. Essas duas unidades permanecem exclusivas para vacinação, e tem sobrado cerca de 400 a 500 vagas por dia nesses dois locais. Por isso, orientamos a população que, se porventura, buscou a unidade mais próxima do seu bairro e não conseguiu fazer o agendamento, que confira as demais alternativas”, destacou.

Além das doses regulares, a vacinação contra Covid-19 contempla também o primeiro e segundo reforço. Essa segunda dose extra, no entanto, está disponível somente para a população com 60 anos ou mais e pessoas imunossuprimidas, conforme determinação do Ministério da Saúde. E para recebe-la, é preciso aguardar 120 dias após a aplicação do primeiro reforço.

“Nos últimos dias, tivemos um aumento dos casos de Covid-19, o que dentro do contexto é esperado. Entramos no período mais frio do ano, que favorece a circulação de vírus respiratórios e, dentre eles, está o coronavírus. A importância de a gente conseguir manter elevado os números de vacinação é justamente que as pessoas tenham a proteção correta, obtida pela vacina, de modo que não haja nenhuma alteração no cenário epidemiológico, em especial número de internações e óbitos provocados pela Covid-19”, complementou o secretário municipal de Saúde.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.