Linha 4

Publicidade

Morre a secretária de Saúde de Rolândia, Paloma Pissinati aos 31 anos

Redação Tarobá News

A secretária de Saúde de Rolândia, Paloma Pissinati, 31 anos, faleceu na manhã desta quinta-feira (25). Ela estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Universitário de Londrina (HU) após sofrer duas paradas cardiorrespiratórias, no início da semana, e teve o diagnóstico de tromboembolismo pulmonar agudo. 

A informação foi confirmada em um evento pela prefeitura da cidade e no final da manhã, o HU divulgou uma nota sobre o óbito. A equipe médica abriu o protocolo para morte encefálica na quarta-feira (24) e hoje a família autorizou a doação de órgãos. Por isso, a morte foi confirmada no final desta manhã. 

Segundo o boletim de saúde divulgado pelo HU na tarde de quarta-feira (24), houve uma piora do quadro neurológico da secretária. Ela seguia em coma induzido com suporte de ventilação mecânica, mas não resistiu e teve morte encefálica.

LEIA MAIS
PALOMA PISSINATI DEIXA LEGADO NA ÁREA DA SAÚDE EM ROLÂNDIA

Uma grande corrente de oração foi formada com pedidos pela recuperação de Paloma. Em Rolândia, amigos e familiares se reuniram no pátio da Igreja Matriz, em clamor pela vida da secretária de saúde do município.

Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento.

As causas da embolia não foram divulgadas. Nesta quarta-feira, a prefeitura chegou a emitir uma nota desmentindo notícias falsas. Boatos davam conta de que Paloma Pissinati teve complicações causadas pela vacina contra a covid-19 ou que ela teria se recusado a tomar a vacina e ainda que ela estava com a doença. A nota enfatiza que a secretária sempre lutou pela vacinação, que tomou as duas doses e que nunca testou positivo para o coronavírus.

Paloma era formada em Enfermagem e tinha mestrado em Enfermagem pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Doutorado em Enfermagem pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Ela era secretária de Saúde de Rolândia desde o início do ano passado, quando assumiu o cargo a pedido do prefeito Ailton Maistro. Paloma era casada e não tinha filhos.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.