Linha 4

Publicidade

Acusado de matar Gisele da Costa Santos é condenado a 31 anos de prisão

Redação Tarobá News

Terminou há pouco o julgamento do caso Gisele da Costa Santos, que foi morta no dia 08 de abril em Cascavel. Segundo familiares, o acusado por matar Gisele foi condenado a 31 anos 4 meses e 15 dias de prisão. Ele foi condenado por homicídio, com três qualificadoras, além de furto e ocultação de cadáver.

O caso

Gisele, de 26 anos, foi encontrada morta dentro de um guarda roupa, na Estrada Chaparral, na área rural de Cascavel. No mesmo dia, no período da noite, a Delegacia de Homicídios fez a prisão do suspeito, em sua residência, onde ele estava na companhia de outra mulher.

Em depoimento, o acusado de 25 anos confessou o crime e que durante o depoimento relatou que houve uma briga entre ele e a vítima por conta de ciúmes. Nesse momento ele empurrou Gisele, que caiu, bateu a cabeça no chão e morreu. 

Em seguida, o acusado entrou na internet e comprou um armário, amarrou os pés e as mãos de Gisele para levar até a Estrada Chaparral, onde desovou o corpo.

Ele contratou o motorista com uma pick up e teria relatado outro endereço para o frete. Durante o caminho o homem mudou a rota e ao ser questionado disse que carregava produtos ilícitos por isso ia abandonar para que outra pessoa buscasse. 

Segundo o Delegado do caso, a ligação entre vítima e acusado era superficial, já que se conheceram em um aplicativo e era o primeiro encontro entre eles. 

O homem é natural de Alagoas e já responde por descumprimento de medida protetiva, de uma ex-namorada em Cascavel.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.